(99) 3535-7600 | Vivo 99161-8027 | Tim 98122-4677 | Oi 99989-8370 / 8371

Conheça o vidro temperado

Conheça o universo dos vidros temperados e tudo o que é possível de se fazer com esse vidro versátil e resistente.

O vidro temperado passa por tratamento térmico (têmpera) para modificar suas características como a dureza,  resistência mecânica e resistência térmica. Por adquirir maior dureza e tensões internas no processo de transformação se estilhaça em pequenos fragmentos quando é danificado. Devido a isso não causa grandes ferimentos nas pessoas.

vitrallux_forno

A fabricação do vidro temperado consiste no aquecimento da matéria-prima (cristal ou vidro impresso) que é então submetido a um tratamento térmico de têmpera à temperatura de 650/700ºC, recebendo logo após jatos de ar que provocam um choque térmico.

As paredes do vidro se solidificam e o seu interior ainda está em estado pastoso. Quando o vidro fica completamente frio, ele passa a acumular internamente um estado de tensões de compressão e ao mesmo tempo de expansão.

Experiências levadas a efeito com uma chapa de temperado liso de 6 mm de espessura, demonstram que suporta o impacto de uma esfera de aço de 1 kg deixada cair livremente da altura de 2,00 m; Em idênticas condições um vidro comum quebrou-se numa altura de 30 centímetros.

vidros_vitrallux-7
vidros_vitrallux-6
vidros_vitrallux-5

Até poucos anos atrás se tratava de um vidro reservado apenas às pessoas com maior poder aquisitivo. Atualmente, entretanto, seu preço é apenas pouco superior ao do vidro comum. Na verdade, seu custo-benefício atual torna totalmente desnecessário a utilização do vidro comum em qualquer aplicação, seja em janelas, móveis ou portas.

O vidro temperado oferece a grande vantagem de poder ser aplicado em portas ou janelas móveis como peças únicas, sem caixilhos. Pode ser fixado através de furos e aperto através de ferragens especiais.

vidros_vitrallux-4
vidros_vitrallux-3
vidros_vitrallux-2

Nos últimos anos cresceu a tendência de aplicação de vidros temperados em fachadas inteiras, através de ferragens do tipo “aranha” presas somente a hastes metálicas, a cabos de aço ou até mesmo em colunas feitas também de vidro.

O vidro temperado não pode ser cortado ou partido. Os orifícios para hastes ou parafusos e até mesmo o polimento das arestas ou lapidação de suas bordas deve ser feito antes da têmpera, pois qualquer dano feito em sua superfície pode resultar no estilhaçamento completo da peça.